Unimed Sustentável
Principal » Notícias » Saúde  |   Notícia publicada em 11/02/09 às 10:43

Pele bonita na gravidez merece cuidados especiais

No período gestacional ocorrem alterações hormonais que refletem no aparecimento de manchas, acne e estrias na futura mamãe. Veja como manter uma pele bonita no verão

Pele bonita na gravidez merece cuidados especiais

Durante a gestação as mudanças no corpo vão além do crescimento da barriga. Neste período, o corpo da mulher sofre diversas mudanças imunológicas, endócrinas, metabólicas e vasculares, que são responsáveis pelas alterações de humor, inchaços nas pernas e pelas indesejáveis manchas na pele. Por mexer com a vaidade das mulheres este último assunto costuma gerar ansiedade e dúvidas nas futuras mamães. Além das manchas, as grávidas estão sujeitas a outras alterações como aparecimento de acne e estria. Por este motivo, a pele da grávida merece cuidados especiais.
 

Em quase 90% dos casos as mudanças cutâneas decorrem especificamente de alterações hormonais. Normalmente, observa-se um aumento da pigmentação em áreas como mamilos, aréolas mamárias, genitália externa e linha central do abdômen. Sinais e sardas já existentes costumam ficar escurecidos neste período também. Todas estas alterações desaparecem após o período gestacional.
 

Manchas
O aparecimento de manchas acastanhadas na região central da face acomete de 50 a 70% das mulheres no período gestacional. Elas costumam surgir no segundo trimestre de gestação e têm a pigmentação acastanhada. O melasma, como este tipo de mancha é chamado, pode agravar com a exposição solar sem proteção. Para amenizar e, até mesmo, prevenir os melasmas a gestante deve utilizar filtro solar de fator de proteção 30 ou mais. A aplicação deve ser feita 30 minutos antes da exposição ao sol e reaplicada de três em três horas mesmo quando estiver em ambientes fechados. Além disso, a gestante deve evitar a exposição solar entre 10 e 16 horas. Na praia, é indispensável o uso de chapéu e guarda-sol.
 

Acne
Em cerca de 30% das gestantes é comum o aparecimento de acne, principalmente, no primeiro trimestre de gestação, por conta da elevação dos níveis de progesterona. Qualquer tratamento para acne deve ter o acompanhamento do médico, pois muitos medicamentos não podem ser utilizados durante a gravidez. No entanto, o combate a acne começa com uma boa higienização, com produtos específicos prescritos pelo médico. A limpeza da pele deve vir acompanhada do uso do filtro solar. Se for usar maquiagem, a gestante deve preferir aquelas que não estimulem a formação de cravos.
 

Estrias
Não é à toa que de todas as alterações que ocorrem no corpo da mulher durante a gravidez, as estrias são as mais temidas. Elas acometem cerca de 90% as gestantes e são mais comuns no abdômen, mamas, coxas, laterais dos quadris e nádegas. Os indícios começam logo no primeiro trimestre de gravidez, com pele ressecada e coceira. As alterações hormonais somadas ao aumento excessivo de peso durante a gestação contribuem para o aparecimento de estrias.
 

Como medida preventiva as gestantes não podem dispensar a aplicação de hidratantes corporais específicos para o período gestacional. No banho, a temperatura da água deve ser amena e o sabonete escolhido de acordo com cada tipo de pele, para evitar o ressecamento da pele. Depois do parto, o médico poderá dar o melhor tratamento para se livrar das estrias. 



Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional Rio de Janeiro / Unimed Brasil
Avenida Transcontinental, 1019 - Centro - Ji-Paraná - Fone: (69) 3411-3800Desenvolvimento de Websites